SÃO PAULO - Na manhã desta quinta-feira (18), um homem identificado como Fernando Gouveia, de 32 anos, atirou em três pessoas no bairro da Aclimação, na região central de São Paulo, e foi cercado por policiais militares em sua casa, na Rua Castro Alves. O suspeito está dentro de um sobrado e PMs, incluindo uma equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), negociam a rendição.

A polícia foi acionada por volta das 8h30 e encontrou um oficial de justiça, de 49 anos, uma psicóloga, de 45, e um enfermeiro, de 37, caídos no chão. As três vítimas foram socorridas pela PM. Eles foram baleados no corredor de acesso ao imóvel e correram para fora depois dos disparos.

Segundo a polícia, Gouveia teria reagido a uma tentativa de internação - depois de avaliação, ele seria levado para um hospital psiquiátrico em Itapira, no interior do Estado. Um oficial estava com uma junta médica para cumprir uma ordem de interdição judicial - a medida transfere a responsabilidade pela pessoa interpelada para os familiares.

De acordo com a mãe do suspeito, que acompanha as negociações no local, o filho tem problemas psiquiátricos e possui diversas armas em casa. Por esse motivo, a PM isolou a rua e evitar invadir a casa.

Gouveia teria baleado as vítimas com uma pistala 9 milímetros, atingindo o enfermeiro no rosto. O oficial levou um tiro no peito e a enfermeira foi alvejada de raspão no ombro.