MONTREAL - A polícia canadense está investigando se os restos humanos encontrados num parque de Montreal correspondem ao estudante chinês assassinado e esquartejado em maio passado na mesma cidade, supostamente nas mãos do ex-ator pornô Luka Rocco Magnotta.

Segundo a imprensa local, uma cabeça humana foi encontrada no domingo em um parque de Montreal. A conexão com o crime do qual é suspeito o chamado "Psicopata canadense" é "uma possibilidade que está sendo examinada", declarou o porta-voz da polícia, Daniel Lacoursiere.

No último dia 19, Magnotta, 29 anos, se declarou inocente das acusações de assassinato e esquartejamento, após uma breve audiência por videoconferência em Montreal.

Magnotta é suspeito de ter assassinado e esquartejado brutalmente o estudante chinês Lin Jun, 33 anos, com um picador de gelo, na madrugada de 25 de maio, em Montreal.

Além disso, ele é acusado de ter enviado partes do corpo de Lin Jun pelo correio, e de ter filmado e divulgado na internet um vídeo mostrando detalhes do crime macabro. Depois de cometer o crime, Magnotta fugiu do Canadá, e foi preso na Alemanha em 4 de junho, após ficar foragido por dez dias.