MADRI - A polícia espanhola atirou com balas de borracha contra manifestantes nesta quinta-feira (19), durante o grande protesto realizado em Madri contra os cortes de gastos do governo.
 
A ação policial ocorreu quando pequenos grupos de manifestantes se dirigiam ao Congresso - protegido há vários dias por barreiras - e agentes da tropa de choque agiram para dispersá-los na zona da emblemática Puerta del Sol.
 
Segundo o comando da Polícia de Madri, sete pessoas foram detidas e outras seis ficaram feridas durante os incidentes.
 
Os manifestantes chegaram até a linha de barreiras que protege o Congresso liderados por alguns bombeiros, que conversaram com os policiais e se retiraram posteriormente, mas vários integrantes do protesto decidiram insistir e foram reprimidos pelos agentes de choque.
 
Os policiais usaram cassetetes e balas de borracha para dispersar o grupo, que reagiu atirando objetos e incendiando latas de lixo nas ruas em torno da Puerta del Sol e da Câmara dos Deputados.
 
Os incidentes ocorreram após o fim da manifestação que na tarde desta quinta-feira reuniu milhares de pessoas em Madri contra o pacote de medidas de austeridade aprovado pelo governo conservador espanhol.
 
Entre as medidas figuram a elevação do imposto sobre o valor agregado (IVA), a suspensão do abono de Natal para os funcionários públicos e a redução do valor do seguro desemprego a partir do sexto mês, visando poupar 65 bilhões de euros até o final de 2014.