Dezenas de servidores afetados pela Lei 100 fizeram nesta quarta-feira (20) um protesto na frente do Palácio da Liberdade.

Os governadores Fernando Pimentel e Luiz Fernando Pezão, do Rio, e Renan Filho, de Alagoas, estavam reunidos no Palácio da Liberdade. O encontro foi previamente agendado pelos políticos na tentativa de renegociar as dívidas dos Estados.

O grupo de manifestantes, formado em maioria por professores da rede estadual, ocupou duas faixas em frente a Praça da Liberdade. Eles reivindicam estabilidade na carreira.

Por decisão do Supremo Tribunal Federal, cerca de 60 mil servidores da área da educação foram exonerados pelo governo estadual. Em 2007, eles foram efetivados pela Lei 100, aprovada pela Assembleia Legislativa.