O coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra, de 83 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira, 15, em Brasília. Ele estava internado no Hospital Santa Helena fazendo quimioterapia contra um câncer e estava com baixa imunidade. A família ainda não decidiu onde Ustra será velado e enterrado. O Exército deve soltar nota ainda nesta quinta-feira (15) comunicando a morte.

Entre 1970 e 1974, Ustra foi chefe do Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi), de São Paulo, órgão utilizado para reprimir manifestações políticas contrárias à ditadura militar.