Deputados da base governista protocolarão no Supremo Tribunal Federal (STF), a partir das 11h desta quinta-feira (3) uma série de peças jurídicas pedindo a anulação do ato do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que deflagrou na quarta-feira (2), processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Alegando questões estratégicas, os deputados não quiseram informar quantas e que tipo de peças serão apresentadas. No entanto, afirmaram que elas serão embasadas nos argumentos de que houve abuso de poder e desvio de finalidade porque, segundo os deputados, Cunha está se valendo do cargo para algo que não tem finalidade pública, mas privada. O protocolo é feito de maneira eletrônica.