A presidenta Dilma Rousseff lamentou a morte do ex-senador e ex-presidente do PT, José Eduardo Dutra. Ele lutava contra um câncer e morreu na madrugada de hoje (4), em Belo Horizonte, aos 58 anos.

Em nota, Dilma afirmou que o país "se despede de um grande brasileiro, o ex-senador, meu amigo e companheiro, José Eduardo Dutra". "Ao longo de toda sua vida, ele foi uma liderança comprometida com o Brasil e nosso povo", diz a nota.

A presidenta lembrou que ele também foi presidente do Sindicato dos Mineiros do Estado de Sergipe, dirigente nacional da Central Única dos Trabalhadores e esteve à frente da Petrobras durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de janeiro de 2003 a julho de 2005.

"Tive o privilégio de conviver com José Eduardo. Sua dignidade, inteireza de caráter e seriedade jamais serão esquecidas e são a nossa grande perda. Presto minha solidariedade a toda sua família e amigos", completou.

O vice-presidente Michel Temer também lamentou a morte de Dutra. "Minha solidariedade à família nesta hora difícil", disse Temer, por meio de nota.
Atualmente, Dutra era primeiro-suplente do senador Antônio Carlos Valadares (PSB/SE).

"Dutra era um dos mais comprometidos lutadores pelo direito do trabalhador"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou o falecimento do ex-senador, afirmando que o Brasil "perdeu um de seus mais comprometidos lutadores pelos direitos do trabalhador".

Em nota divulgada em sua página no Facebook, Lula destacou, que, como primeiro presidente da Petrobras dos governos do PT, Dutra "deu início ao processo de revitalização que realizamos na empresa na última década". O ex-presidente também ressaltou que o ex-senador "escreveu seu nome na história" ao presidir o Partido dos Trabalhadores ao longo da campanha de eleição de Dilma Rousseff.

"Neste momento de tristeza e luto, lamentamos que uma trajetória brilhante tenha sido interrompida tão cedo, e transmitimos nossos sentimentos e toda nossa solidariedade aos familiares e amigos", afirmou Lula.

O ex-senador faleceu na madrugada deste domingo, 4, em Belo Horizonte (MG), aos 58 anos. Dutra lutava contra um câncer. O funeral ocorrerá nesta segunda, na capital mineira. No mesmo dia, o corpo de Dutra será cremado.

Dutra foi presidente da Petrobras de janeiro de 2003 até julho de 2005 e da BR Distribuidora de setembro de 2007 a agosto de 2009, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Deixou o cargo para disputar a presidência do Partido dos Trabalhadores, sendo eleito para o biênio 2010-2012.