A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (6), que o objetivo do governo de promover correções e ajustes na economia visa garantir oportunidades e acesso a quem mais precisa. "Estamos entrando em uma nova fase de enfrentamento da crise onde várias medidas diferentes serão tomadas", disse a presidente depois de ressaltar que o Brasil gerou emprego e renda mesmo após a crise econômica mundial de 2008. "Desde o início da crise internacional, em 2008, tivemos um objetivo que foi garantir emprego e salário. E conseguimos", afirmou.

A presidente se esforçou para justificar as medidas de ajuste fiscal promovidas pela nova equipe econômica, que vêm gerando atritos entre o governo e sua base aliada. À plateia, disse que o dinheiro economizado ajudaria a financiar programas sociais, como o Minha Casa Minha Vida e o Pronatec. "Não queremos voltar atrás para um outro momento, mas melhorar ainda mais o que já conquistamos. Por isso estamos fazendo correções e ajustes", afirmou Dilma, que disse ainda que as correções não eram "um fim em si mesmas".

Dilma disse ainda que o governo faz um "imenso esforço" para que "o Brasil continue não só fazendo programas sociais", mas também ampliando investimentos e tendo uma economia próspera. A presidente participou de cerimônia de entrega de casas do Minha Casa, Minha Vida em Araguari, no Triângulo Mineiro. A presença de Dilma em eventos de entrega de casas faz parte da agenda positiva articulada pelo Planalto para tentar retomar sua popularidade.