CURITIBA - Os 12 executivos presos na nova fase da operação "Lava Jato" fizeram exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba, na manhã deste sábado (20).  Entre os presos, estão os presidentes das empreiteiras Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo.
 

Eles estão desde a noite de sexta (19) na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, onde chegaram por volta das 20h30. Segundo as investigações, são suspeitos de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de cartel em obras da Petrobras.
 

As empresas negam qualquer participação nos crimes e dizem que as prisões foram desnecessárias.
 

Neste fim de semana, a PF deve começar a colher os depoimentos dos presos, iniciando pelos quatro que estão detidos temporariamente.  Outros oito tiveram a prisão preventiva decretada, e só saem mediante ordem judicial contrária.