A assessoria do presidente nacional do PT, ex-deputado estadual Rui Falcão (SP), entrou em contato com o Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, para dizer que ele não defende que o governo corte verbas de veículos de comunicação que teriam apoiado as manifestações de domingo.

O petista diz que foi mal interpretado. Durante reunião na manhã de hoje com deputados petistas, Falcão defendeu a necessidade de "quebrar o monopólio da mídia" e afirmou que não adianta só "mudar um pouco a política de anúncios do governo".