Ao comentar eventuais excessos da Operação Lava Jato, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta quinta-feira, 11, em Buenos Aires, que "há um problema de difusão da informação que eu acredito que vai além do razoável."

"Eu não sei quem são os responsáveis, mas, às vezes, difundem a informação antes mesmo de checá-la. Isso produz dano. Mas há que reconhecer que, no mundo contemporâneo, com os meios de comunicação tão abertos e com a internet tão aberta, é quase impossível. Eu acredito que esse seja um excesso", disse FHC, que participou de seminário entre ex-presidentes, empresários e acadêmicos.

'Despolitização'

Já o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), defendeu nesta quinta-feira ser preciso "despolitizar" o processo de investigação da Lava Jato.