O salário dos servidores públicos estaduais pode atrasar também no mês de fevereiro. Por causa da crise financeira, o Estado ainda não tem garantias de que vai conseguir honrar com a folha de pagamento em dia no próximo mês, de acordo com informações da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Para janeiro, já foi confirmado o atraso nos salários que deve ser depositados apenas no dia 13 e não no dia 8, como deveria.

Outra possibilidade estudada pelo governo estadual é o parcelamento dos salários a partir de março. De acordo com a assessoria de imprensa da Seplag, não está garantido o pagamento integral dos salários neste período, mas nada ainda está acertado já que as finanças do Estado estão sendo analisadas diariamente.

A justificativa para o atraso dos salários já confirmado para este mês seria a crise provocada, entre outras coisas, pela redução da arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), sobretudo em 2015. A mesma situação, de acordo com o governo, foi registrada também em outros estados brasileiros.

Sobe o atraso nos salários em janeiro, o governo informou em nota divulgada na semana passada que “segue realizando os esforços para controlar as despesas, estimular a arrecadação de tributos e implementar mudanças administrativas, a fim de superar as atuais dificuldades financeiras e, principalmente, garantir a folha de remunerações dos servidores estaduais”.

O ano será mesmo de desafios para a atual administração que, após fechar 2015 no vermelho, já projeta um déficit orçamentário para 2016 de cerca de R$ 9 bilhões. Sobre as questões financeiras, o governo se comprometeu a tratar a situação com transparência, informando a população sobre a situação orçamentária e medidas a serem tomadas.