SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse na manhã desta quinta-feira (30) que pode haver dificuldades na entrega de uniformes para os alunos da rede municipal de ensino antes de começar as aulas. O período letivo dos colégios municipais começa na próxima segunda-feira (3). 
 
Segundo o prefeito, o problema com a entrega de tênis má qualidade no ano passado pode prejudicar o fornecimento de uniformes esse ano. "Nós tivemos um problema que pode trazer algum tipo de dificuldade", disse Haddad. 
 
Um relatório da Controladoria-Geral do Município e da Promotoria de São Paulo apontou que os tênis distribuídos aos alunos da rede municipal de São Paulo eram de má qualidade. O Ministério Público afirmou que a empresa fornecedora fraudou um laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para oferecer calçados mais baratos que os previstos na licitação e, assim, lucrar mais. 
 
O tecido rasgava com facilidade, o cadarço desfiava rápido, a cola da sola era muito frágil e a palmilha inadequada. A numeração dos tênis também tinha erros entre os pares. 
 
O contrato havia repassado R$ 6 milhões para a empresa. Segundo José Carlos Blat, promotor de Justiça do Patrimônio, cada par foi "vendido" pela empresa Vulcasul, de Itanhandu (MG), a R$ 21. Mas, pela qualidade dos tênis, o par não deveria custar mais que R$ 10, afirmou ele.