Pesquisa Ibope divulgada neste sábado (4), no jornal MGTV - 2ª Edição da TV Globo, indicou que a liderança de Fernando Pimentel (PT) na disputa pelo governo do Estado se manteve do começo ao fim nos levantamentos feitos pela instituição. E, também conforme os últimos levantamentos, apontou uma vitória do candidato em primeiro turno.

Na pesquisa de hoje, o petista teve 46% das intenções de voto ante 45% do levantamento anterior, divulgado no último dia 30. O candidato do PSDB, Pimenta da Veiga, oscilou de 25% para 24%. A distância entre os dois candidatos passou de 20 para 22 pontos.

Tarcísio Delgado (PSB) oscilou de 3% para 4%. Professor Túlio Lopes (PCB) e Cleide Donária (PCO) tiveram 1%, cada, mesmo porcentual da pesquisa anterior. Fidélis Alcântara (PSOL) não atingiram individualmente 1%, mas juntos somam 1%.

Os votos brancos e nulos totalizaram 12% e os que não souberam informar ou não responderam somaram 12%. No levantamento anterior, os votos brancos e nulos eram 10%, enquanto 14% não souberam dizer em quem votariam ou não quiseram informar seu escolhido.

Votos válidos

Se excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos, os chamados votos válidos, Pimentel também ganharia o pleito em primeiro turno, com 61%. Pimenta ficaria com 31%, Delgado com 5% e Cleide e Professor Túlio, com 1%, cada. Fidélis e Ferreira não atingiram individualmente 1%, mas juntos somam 1%.

Segundo turno

A pesquisa ainda fez uma simulação entre Pimenta e Pimentel no segundo turno. O petista venceria a disputa com um porcentual de 49% ante 25% do tucano. Os votos brancos e nulos somaram 13% e não sabem ou não opinaram, 12%.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores entre os dias 01 e 04 de outubro. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número 00194/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01008/2014. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.