A Justiça do Mato Grosso barrou a indicação de Janete Riva (PSD) para vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Candidata derrotada ao governo estadual, Janete foi indicada pela Assembleia Legislativa, cujo presidente é seu marido, José Riva (PSD). 
 
Alvo de 117 ações judiciais, Riva é acusado de liderar um esquema que desviou milhões da Assembleia para empresas de João Arcanjo Ribeiro, o Comendador Arcanjo, condenado a mais de 100 anos de prisão por chefiar o crime organizado no Estado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.