O governado Fernando Pimentel irá enviar ainda nesta terça-feira (15) o projeto de lei que estabelece o aumento nos vencimentos do funcionalismo da educação estadual para que se alcance o piso nacional, em janeiro de 2017. O texto irá prever que o reajuste de 11,36% previsto para 2016 seja retroativo a janeiro. Até janeiro de 2017 os vencimentos devem alcançar o piso nacional.

O deputado estadual Rogério Correia (PT), líder do bloco "Minas Melhor", afirma que se o projeto tramitar rapidamente, já a partir da folha de maio é possível que o reajuste seja pago.

Pimentel havia enviado outro projeto de lei que tratava sobre o tema, mas não incorporava aos vencimentos os abonos pagos em 2015, 2016 e 2017. Agora, de acordo com Correia, os abonos serão incorporados, a partir de janeiro de 2017.