PPS fará representação contra Chioro no Conselho de Ética

Ricardo Della Coletta
25/01/2014 às 17:21.
Atualizado em 20/11/2021 às 15:35

O líder do PPS na Câmara dos Deputados, Rubens Bueno (PR), afirmou neste domingo (25) que vai entrar com representação contra Arthur Chioro no Conselho de Ética caso a presidente Dilma Rousseff o confirme como novo ministro da Saúde.

Chioro, atual secretário de Saúde de São Bernardo do Campo e escolhido por Dilma para suceder Alexandre Padilha no ministério, ocupou o posto na administração municipal enquanto era sócio de uma empresa que presta consultoria na área para prefeituras e gestões estaduais. Ele pediu desligamento formal da empresa na quarta-feira (22), mas suas cotas de participação na Consaúde serão repassadas para a sua esposa.

O PPS publicou nota na qual Rubens Bueno argumenta que, ao fazer isso, Chioro "prepara uma fraude para burlar a caracterização de conflito de interesses, que fere o código de conduta da alta administração federal". "É evidente que o secretário continua parte interessada na empresa, e essa transferência só é admissível no conceito torto de ética petista", criticou Bueno.

"Ao fazer essa transferência visando o cargo de ministro, ele se coloca no último grau da cara de pau, porque busca se colocar em aparente legitimidade, mas na verdade quer mesmo é burlar o código de conduta da alta administração federal", concluiu o parlamentar.

Em fevereiro, o secretário de Saúde de São Bernardo do Campo substitui o atual ministro, Alexandre Padilha, que deve sair candidato pelo PT na eleição estadual em São Paulo. Chioro deve entregar ao Conselho de Ética cópia do seu comprovante de desligamento da companhia antes de assumir o ministério.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por