BRASÍLIA – O prefeito eleito de Niterói, Rodrigo Neves, pediu nesta quinta-feira (1º) à presidente Dilma Rousseff o apoio do Governo federal para enfrentar desafios do município em áreas como segurança pública, habitação, saúde e mobilidade urbana.

Na área de habitação, Neves disse ter ouvido de Dilma o compromisso de que o município terá o apoio do Programa Minha Casa, Minha Vida, para construção de moradias para as famílias que ficaram sem casa no deslizamento do morro do Bumba, em 2010. “Conversamos sobre o reassentamento de famílias [que estão] em área de risco e a construção de unidades habitacionais para as que perderam tudo na tragédia do Bumba. A presidente inclusive marcou uma audiência para nós, hoje à tarde, com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.”

Eles conversaram também sobre a construção da TransOceânica, que permitirá o acesso de quem vive em Niterói ao centro do Rio de Janeiro em metade do tempo gasto atualmente. O projeto prevê a construção de túnel, via expressa e ciclovias, com custo estimado em R$ 180 milhões, por meio de parceria entre os governos municipal, estadual e federal.

Na área de segurança pública, o prefeito eleito disse que vai ampliar a guarda municipal. Neves informou que fará um ajuste fiscal e reduzirá os cargos comissionados no Executivo. “Hoje a prefeitura tem 61 secretarias – vamos reduzir e fazer um ajuste fiscal.”

O vice-prefeito eleito, Axel Grael, acompanhou Rodrigo Neves na audiência com a presidente. Nesta semana, Dilma recebeu também o prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad, e o prefeito reeleito de Goiânia, Paulo Garcia, ambos do PT.