O presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), Wellington Magalhães (PTN), deixou o plenário na tarde desta sexta-feira (2), segundo dia de atividade dos parlamentares após o retorno do recesso, para se reunir com os dois manifestantes que estão em greve de fome e ocupam a CMBH. Os grevistas foram ajudados por seguranças da Casa por sentirem dificuldade de caminhar. 

A reunião plenária segue normalmente e é acompanhada da galeria por outros manifestantes. Em protesto, eles chegam a vaiar algumas falas dos vereadores.

Durante a manhã o presidente da CMBH se reuniu com alguns manifestantes para discutir sobre as reivindicações de abertura das planilhas de custos do transporte da capital. Os ocupantes também querem a prestação de contas dos últimos quatro anos da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Porém, Wellignton Magalhães se recusou a assinar a ata.

O protesto na CMBH começou na quinta-feira (1º) quando os vereadores voltaram aos trabalhos. Os parlamentares foram recepcionados por manifestantes, que impediram a votação de seis projetos. Após os vereadores deixarem o plenário, os manifestantes permaneceram e alguns decidiram ocupar a Casa.

* Com informações de Humberto Santos.