O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, defendeu nesta quinta-feira (11) a união entre todos os setores da sociedade para enfrentar a pandemia de Covid-19. No início da sessão desta tarde, Fux fez uma homenagem às vítimas da doença ao lembrar que a pandemia foi declarada oficialmente há um ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Segundo o ministro, é preciso a união de todos para vencer as consequências provocadas pela pandemia. “O nosso país precisa, mais do que nunca, de diálogo e de união entre os Três Poderes, entre os agentes políticos de todos os níveis federativos e de todas as ideologias, entre os setores público e privado, e, enfim, entre todos os cidadãos. Precisamos trabalhar em prol de medidas eficazes para que a ciência e os bons propósitos possam finalmente vencer o vírus. Não temos tempo a perder”, disse. 

Presidente do STF

No início da sessão desta tarde, Fux fez uma homenagem às vítimas da doença 

Fux também prestou solidariedade aos afetados pela Covid-19. Em todo o mundo, 2,6 milhões de pessoas morreram desde o início da pandemia. 

“Esses indicadores não são apenas números, mas representam pais, mães, avós, tios, filhos, irmãos e amigos. Não são apenas óbitos, mas decerto vidas interrompidas, sonhos frustrados e lares desestruturados. A todos aqueles que sofrem, que perderam entes queridos, que se encontram desempregados, que precisaram ficar longe de familiares e amigos, envio nosso carinho e solidariedade”, finalizou. 

De acordo com o STF, desde março do ano passado, foram proferidas 7 mil decisões relacionadas à pandemia.
Leia Mais: 
Maioria do STF vota por proibir tese de 'legítima defesa da honra' em casos de feminicídio
STF adia decisão sobre composição do conselho do meio ambiente
STF adia decisão sobre anulação de condenações de Lula na Lava Jato