Preso acusado de participar do esquema de corrupção na Petrobras, o vice-presidente da Mendes Junior, Sérgio Mendes, foi internado na tarde desta quarta-feira (14), com crise de cálculo renal. Ele passará amanhã por um procedimento cirúrgico.

O executivo foi internado no hospital particular Santa Cruz, em Curitiba, por volta das 17 horas, o mesmo que tem atendido outros presos pela Operação "Lava Jato", como o doleiro Alberto Youssef. Mendes foi preso na 7ª fase da operação, batizada de Juízo Final, com outros empreiteiros. Na ocasião, se recusou a viajar de Brasília (onde mora) para Curitiba em avião da PF e se entregou de jatinho particular.

Na Mendes Júnior, a PF indiciou além de Mendes, Angelo Alves Mendes, Flávio Sá Motta Pinheiro e Rogério Cunha de Oliveira. A acusação é que as empreiteiras eram contratadas pela Petrobras mediante pagamento de propina para partidos políticos e dirigentes da estatal.