O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou nesta quinta-feira (10) o arquivamento de um dos dois inquéritos contra o governador de Minas, Fernando Pimentel, oriundos da Operação Acrônimo. A decisão foi tomada pelo ministro Herman Benjamin. 

O inquérito investigava possíveis fraudes em licitações nos ministérios da Cultura e da Saúde por meio da Gráfica Brasil, do empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, o Bené, apontado como operador do governador mineiro em campanhas eleitorais.

O ministro acatou pedido do Ministério Público Federal, que não viu indícios de participação de Pimentel, e pediu o arquivamento do processo. 

Herman Benjamin determinou também o envio dos autos à Justiça Eleitoral para que sejam tomadas as providências cabíveis em relação aos investigados sem prerrogativa de foro.

Leia mais:
ALMG rejeita 1º pedido para anular impeachment de Pimentel, mas governador ganha tempo
Governo de MG anuncia que vai atrasar 1ª parcela do pagamento dos servidores