O candidato da coligação “Todos por Minas”, Pimenta da Veiga (PSDB), disse nessa terça-feira (19) que fará em Minas Gerais, caso eleito, o “Programa Hospital da Cidade”, que irá apoiar o trabalho de 350 hospitais municipais no Estado e concluir 12 grandes hospitais regionais. 
 
A promessa foi feita diante de uma plateia de mais de 150 ex-prefeitos, ex-vices prefeitos e ex-vereadores de cidades de diferentes regiões mineiras. O encontro com estas lideranças, na sede da CDL, em Belo Horizonte, contou também com as presenças do candidato a senador Antonio Anastasia, do candidato a vice-governador Dinis Pinheiro e do governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho. 
 
Pimenta da Veiga destacou que em muitas cidades os ex-prefeitos têm mais influencia política que os atuais gestores e, portanto, podem fazer a diferença nesta campanha eleitoral. “São lideranças muito expressivas e com uma vantagem, como são ex-prefeitos, estão livres para trabalhar”, destacou. 
 
O ex-prefeito de Madre de Deus de Minas, João Custódio, do PMDB, partido que compõe a coligação adversária “Minas pra Você”, esteve presente ao encontro e assinou o manifesto em apoio ao tucano. Reticente em falar com a imprensa, João Custódio disse que gosta muito do PMDB e que tem uma história forte dentro do partido, mas que apoia Pimenta por “gratidão” aos ex-governadores Aécio Neves e Antonio Anastasia. “Eles ajudaram muito a minha terra nos dois mandatos que tive. Anastasia inclusive implantou uma indústria na cidade, a Marluvas. Se o PMDB me expulsar, vou sentir muito, mas terei que aceitar”, disse. 
 
A Executiva Estadual do PMDB criou uma comissão para analisar o caso de cada prefeito suspeito de apoiar o adversário e promete expulsar os dissidentes. 
 
Em conversa com a imprensa, pouco antes da solenidade com os ex-prefeitos, o candidato a Senador Antonio Anastasia rebateu as criticas do adversário Fernando Pimentel (PT), que em entrevista concedida a uma emissora de TV esta semana culpou o governo do estado pela estagnação do Metrô em BH. 
 
“O metrô é operado por uma empresa federal, a CBTU, Companhia Brasileira de Trens Urbanos. De 2003 a 2013, 10 anos, o Governo Federal do PT não moveu nenhuma palha, não colocou um metro em qualquer trilho aqui no metrô de Belo Horizonte”, disse.
 
 
Pimentel defende valorização do café
 
O candidato a governador pela coligação “Minas Pra Você”, Fernando Pimentel (PT), pretende trabalhar para agregação de valor à cadeia produtiva do café, em Minas Gerais, caso seja eleito. Segundo o candidato, para tingir a meta é preciso investir em grãos especiais, que podem atingir preços até 50% maiores em relação ao comum, e industrializar parte da produção no Estado. 
 
A produção de café é hoje uma das mais importantes atividades econômicas de Minas. O Estado responde por 51,4% da safra nacional. Nessa terça, Pimentel gravou programas para o horário eleitoral gratuito. Nesta quarta-feira (20) ele participa da reunião do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems/MG), às 9h.