O último censo do Japão mostrou que a população encolheu pela primeira vez, disse o governo do país nesta sexta-feira, um grande desafio para o primeiro-ministro Shinzo Abe, já que ele pretende impulsionar o crescimento econômico no longo prazo.

De acordo com a contagem oficial, o Japão possuía 127,1 milhões de habitantes no dia 1º de outubro, uma redução de cerca de 977 mil, ou 0,7% na comparação com o censo anterior, de 2010.

"Anteriormente, projeções mostravam que a população do nosso país recuaria, então é importante tomar medidas apropriadas contra isso", disse o secretário-chefe do Gabinete, Yoshihide Suga, porta-voz do governo Abe.

Conduzido pelo Ministério de Assuntos Internos, o censo iniciado em 1920 - quando o país contava com cerca de 56 milhões de habitantes - e nunca registrou um recuo populacional mesmo durante a Segunda Guerra Mundial.

Um relatório da Organização das Nações Unidas divulgado no ano passado projetou que a população do Japão cairia para cerca de 83 milhões até 2100.