O eleitor que não votou e não justificou a ausência nos três últimos pleitos, ou aquele não pagou as multas correspondentes, tem até esta terça-feira (2) para regularizar a situação. Após essa data, quem não estiver regular corre o risco de ter o título cancelado. 

Em todo o país, segundo a Justiça Eleitoral, quase dois milhões de eleitores estão com os títulos irregulares. Em Belo Horizonte, esse número chega a 26.570. São Paulo tem o maior registro, com 118.837 eleitores, no Rio de Janeiro o total é de 119.734, em Salvador esse número é de 31.263, e em Porto Alegre 18.782. 

Para conferir todos os municípios, clique aqui.

A legislação considera cada turno de votação um pleito em separado para efeito de cancelamento de título. O cancelamento automático do título de eleitor ocorrerá de 17 a 19 de maio de 2017.

O que levar 

Para fazer a regularização, o eleitor deverá apresentar no cartório eleitoral documento oficial com foto, comprovante de residência e, se possuir, título eleitoral e os comprovantes de votação, de justificativa ou de quitação de multa.

Pesquisa

O cidadão pode consultar sua situação perante a Justiça Eleitoral por meio de pesquisa na aba Eleitor no link “Consulta por nome”, entre outros tópicos, localizada na barra verde superior da homepage do Portal do TSE ou no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado. Pode ainda ir ao cartório eleitoral e solicitar essa informação.