O preço do gás de cozinha, botijão de 13 kg, pode variar até 69% entre estabelecimentos da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), conforme pesquisa do site Mercado Mineiro divulgada nesta segunda-feira (13). Foram consultados 115 estabelecimentos, de 7 a 9 de julho, sendo analisados os valores tanto da retirada na portaria das empresas quanto na entrega feita no bairro do consumidor.

De acordo com o levantamento, a maior diferença é na compra feita nas revendedoras. Para os botijões de 13 kg, os valores vão de R$ 56 a R$ 95. Já para os cilindros de 45 kg, o preço flutua 68%, de R$ 235 a R$ 395. 

Para entrega no bairro, os botijões de 13 kg custam entre R$ 64 e R$ 95 (variação de 48,44%), enquanto os cilindros de 45 kg estão na faixa entre R$ 269,99 e R$ 395 (diferença de 46,30%).

Preço estável em 2 meses

Em comparação com os preços médios observados na pesquisa de maio, a oscilação foi quase nula. O valor para entrega aumentou no em 0,15% para o botijão de 13 kg (de R$ 76,43 para R$76,55) e 0,67% no caso do cilindro de 45 kg (de R$ 322,75 para R$ 324,91). Já para a retirada, houve um ligeiro recuo, de 0,32% para o botijão (de R$ 70,06 para R$ 69,84) e o preço do cilindro caiu 0,37% (de R$ 309,63 para R$ 308,49.

“O preço médio do gás de cozinha está bem estabilizado nos últimos dois meses, muito provavelmente pela queda do poder aquisitivo da população e não pela queda do preço ou de consumo”, conclui o diretor do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu.

Leia mais:

Petrobras anuncia reajuste de 5% para a gasolina nas refinarias
Petrobras aumenta diesel em 7% e gasolina em 5% nas refinarias