A Prefeitura de Belo Horizonte abriu Processo Seletivo Simplificado para contratar 12 profissionais que vão atuar temporariamente nos Programas de Alimentação Escolar, de Assistência Alimentar à Rede Socioassistencial e de Restaurantes e Refeitórios Populares, no âmbito da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (Susan). O edital pode ser conferido aqui.

Duas das vagas são dedicadas ao programa de Restaurantes e Refeitórios Populares, sendo uma para nutricionista, com salário de R$ 4.132,89, e outra para técnico em Nutrição, com vencimento de R$ 1.855,80. Nas duas funções a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

A vaga para nutricionista exige curso superior em Nutrição com, no mínimo, um ano de experiência profissional comprovada em serviço de alimentação e nutrição na área de produção de refeições, com atuação no segmento de alimentação coletiva (mínimo de 1.000 refeições diárias), além do registro profissional no Conselho Regional de Nutricionista. Para técnico em Nutrição, o candidato também deve comprovar experiência em alimentação coletiva e registro profissional no Conselho Regional de Nutricionista.

Supervisor

As outras dez vagas são para Supervisor para atuação no programa de Alimentação Escolar e de Assistência Alimentar à Rede Socioassistencial, com salário de R$ 2.253,26. Os interessados devem ter curso superior em Nutrição e registro profissional no Conselho Regional de Nutricionista. A jornada de trabalho será de 40 horas semanais, cumpridas de segunda a sexta-feira.

O processo seletivo possui duas etapas, sendo ambas de caráter classificatório e eliminatório. A primeira fase é a entrega de envelopes contendo currículo, diploma e demais comprovantes, conforme determina o edital. O currículo deve ser entregue entre os dias 17 e 18 de dezembro, das 9h às 16h30, na Gerência da Central de Atendimento (avenida Augusto de Lima, 30, 1º andar). A segunda etapa é a entrevista individual.

Após aprovados, os profissionais começarão as atividades ainda no primeiro semestre de 2019. O contrato tem validade de seis meses, podendo ser prorrogado até quatro vezes, por igual período.