O presidente francês François Hollande disse que provavelmente não há sobreviventes da queda do avião que caiu sobre os Alpes com 148 pessoas a bordo. O Airbus da companhia aérea Germanwings caiu nesta terça-feira na região dos Alpes franceses quando fazia a rota entre Barcelona e Dusseldorf, informaram autoridades francesas.

Eric Ciotti, chefe do conselho regional, informou que grupos de resgate foram enviados para o local do acidente, em Meolans-Revels.

Em declarações feitas ao vivo nesta terça-feira, Hollande disse que a área do acidente é remota e não estava claro se alguém em solo havia sido atingido. Segundo o presidente francês, existe a probabilidade de que várias das vítimas sejam alemãs.

Confira no mapa a região onde a aeronave caiu:


"Trata-se de uma tragédia em nosso solo", disse ele, acrescentando que falaria em breve com a chanceler alemã Angela Merkel.

Citando fontes do setor de aviação, o jornal francês La Provence informou que a aeronave levava pelo menos 142 passageiros, dois pilotos e quatro comissários de bordo.

O Escritório Federal Alemão para Investigação de Acidentes Aéreos informou que planeja enviar três funcionários para a França para ajudar na investigação do acidente, informou um porta-voz da agência. A França comandará a investigação, mas agências de outros países com envolvimento nesse tipo de acidente costumam se envolver nos trabalhos.

Um aplicativo registrou a altura da aeronave desde a decolagem até o momento da queda:

A Airbus costuma colaborar com esse tipo de investigação com o envio de especialistas técnicos. Em comunicado, a fabricante disse que estava "ciente dos relatos divulgados pela mídia e todos os esforços estão agora direcionados à avaliação da situação". A empresa afirmou também que atualizaria as informações, na medida em que elas se estejam disponíveis. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.