Já está em andamento a investigação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) sobre a legalidade da vacinação contra a Covid-19 de 828 servidores da Secretaria de Estado de Saúde (SES). O MPMG vai investigar junto com a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) a suspeita de que houve casos de fura-fila na prioridade da imunização, entre eles, o ex-secretário da pasta, Carlos Eduardo Amaral.

O governador Romeu Zema disse, nesta terça-feira (16), em entrevista coletiva ao anunciar que todos os 853 municípios de Minas Gerais estão na Onda Roxa, que não tinha conhecimento sobre o que acontecia na SES, mas que solicitou “a todos os órgãos de controle que apurassem e dessem total transparência".  

O Procurador-Geral de Justiça de Minas Gerais, Jarbas Soares Júnior, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre os desafios do Ministério Público de Minas Gerais, nesta terça-feira, às 17h30. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje Em Dia.