Na noite deste domingo (5), o Programa Silvio Santos exibirá o encontro entre o apresentador do SBT e o presidente Jair Bolsonaro (PSL), a partir das 22h10. No Twitter Brasil, a hashtag #BolsoSilvioVemAi ficou entre os dez assuntos mais comentados na rede social.

Pelo Twitter, após a gravação do programa, realizada na última quinta-feira (2), Bolsonaro adiantou que abordou “assuntos de interesse de todo brasileiro, inclusive a nova Previdência”. 

Silvio Santos tem um histórico de encontros com presidentes da República, seja por meio de entrevistas em seu programa dominical ou em encontros reservados. Ex-chefes de Estado como Michel Temer, Lula, Fernando Henrique Cardoso e José Sarney são alguns dos nomes que se encontraram com o apresentador.

No palco do seu programa no SBT, Silvio realizou uma sabatina com Lula, em 1989, décadas antes de o petista ser eleito presidente. No mesmo ano, o apresentador se encontrou com o outro candidato à Presidência, Fernando Collor, que estaria interessado em saber se Silvio seria candidato -- o apresentador não chegou a concorrer às eleições.

Silvio Santos, que atualmente é filiado ao DEM-SP, chegou a se candidatar à presidência da República em 1989, pelo extinto Partido Municipalista Brasileiro (PMB), mas teve sua candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após vários pedidos de impugnação de partidos adversários.

O nome do apresentador também foi cogitado pelo extinto PFL para a Prefeitura de São Paulo, nas eleições de 1988 e de 1992, mas Silvio não chegou a concorrer.

 

Veja o histórico de encontros de Silvio Santos com os presidentes da República:

 

Silvio Santos e Temer

Em 28 de janeiro de 2018, o então presidente Michel Temer foi ao Programa Silvio Santos, em uma participação que durou pouco menos que 14 minutos, para falar sobre a reforma da previdência.

"Posso dar um dinheiro pra você aqui? Vou fazer uma coisa que você faz com suas colegas de trabalho. Vou passar um dinheiro pra você...", brincou Temer, entregando uma nota de R$ 50 para Silvio antes de ir embora do programa.

 

Silvio Santos e Dilma Rousseff

Silvio Santos chegou a se encontrar com Dilma no SBT, no dia da exibição do debate presidencial para as eleições de 2014, nas quais ela acabaria se reelegendo.

 

Silvio Santos e Lula

Em 22 de setembro de 2010, Silvio Santos foi até o Planalto para se encontrar com Lula, para falar com o então presidente sobre o Teleton, programa com intuito de caridade exibido anualmente pelo SBT. Lula já havia gravado uma mensagem para o Teleton anos antes, em 2008.

Décadas antes de se tornar presidente, Lula também foi ao palco do programa de Silvio Santos para ser sabatinado pela equipe de jurados do Show de Calouros de Silvio Santos, como Sérgio Mallandro, durante as eleições presidenciais de 1989.

 

Silvio Santos e Fernando Henrique Cardoso

Em 1996, Fernando Henrique Cardoso visitou as instalações do complexo do Centro de Televisão (CDT) da Anhanguera do SBT, que, à época, ainda estava sendo construído na região de Osasco. O local foi definido como uma "fábrica de sonhos" por FHC.

Antes de se lançar como candidato a presidente, ainda como ministro da Fazenda, em 1994, FHC foi ao programa de Silvio Santos para explicar sobre a URV e o Plano Real.

 

Silvio Santos e Itamar Franco

Segundo reportagem exibida pelo telejornal SBT Brasil, da emissora do apresentador, à época em que Silvio Santos fez uma visita ao então presidente Lula em Brasília, em 2010, "o último presidente que Silvio Santos havia visitado [na cidade] foi Itamar Franco", 16 anos antes, em 1994.

 

Silvio Santos e Fernando Collor

Em 26 de julho de 1989, Silvio Santos se reuniu com Fernando Collor, em plena campanha presidencial, em sua mansão no Morumbi, durante passagem do candidato pela cidade de São Paulo.

"Collor estava muito interessado em ouvir de Silvio uma palavra convincente de que não seria mesmo candidato à presidência”, de acordo com trecho da biografia autorizada “A Fantástica História de Silvio Santos”, escrita por Arlindo Silva.

 

Silvio Santos e José Sarney

Em 10 de maio de 1985, Silvio Santos se reuniu com José Sarney, em suas primeiras semanas como presidente do Brasil.

Três anos depois, em 1988, questionado sobre sua opinião a respeito do governo Sarney, Silvio Santos respondeu: "Não tenho nada a ver com isso. Eu sou concessionário [por ter uma concessão de TV], um ‘office boy’ de luxo do governo. Faço aquilo que posso para ajudar o País e respeito o presidente, qualquer que seja o regime."

 

Silvio Santos e Ernesto Geisel

A primeira emissora de televisão de Silvio Santos, a TVS (TV Studios Silvio Santos), foi concedida ao apresentador por meio do decreto nº 76.488, assinado por Ernesto Geisel em 22 de outubro de 1975.

Quanto ao SBT, foi João Batista Figueiredo, por meio do decreto 83.094, em 1979, que outorgou a concessão da emissora ao Grupo Silvio Santos, que viria a concretizar seu lançamento dois anos depois, em 1981.

 

Silvio Santos e Jânio Quadros

Durante a exibição de seu programa, em 1988, Silvio Santos falou por Jânio Quadros por telefone. À época, o ex-presidente era prefeito de São Paulo. Na conversa, Silvio, então recém-filiado ao PFL (atual DEM), questionou Quadros sobre a possibilidade de lançar-se como candidato a seu possível sucessor na Prefeitura de São Paulo, no que foi apoiado.

(com Agência Estado)