Foram prorrogadas, até a próxima sexta-feira (14), as inscrições para vagas temporárias de recenseadores e agentes censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que vão atuar no Censo Experimental, previsto para acontecer entre setembro e novembro deste ano, no município de Poços de Caldas, no Sul de Minas. Interessados podem se inscrever aqui.

São 180 vagas de nível fundamental para recenseadores e outras 25 para agentes censitários supervisores e quatro para agentes censitários municipais, que exigem ensino médio. Os interessados devem pagar as taxas de inscrição de R$ 42,50, para agentes, e de R$ 25, para recenseadores, até 17 de junho em qualquer agência física do Banco do Brasil, ou pela internet.

A seleção será feita apenas por meio de prova objetiva aplicada em 4 de agosto, em Poços de Caldas. O resultado final será divulgado no dia 29 de agosto, no site do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (IBADE), responsável pela organização das provas.

Os recenseadores receberão conforme a produtividade – quanto mais domicílios visitar, mais ele ganha. Para os agentes censitários, a jornada de trabalho será de 40 horas semanais, com contrato de até seis meses de duração. Os salários são de R$ 1.700 para agentes supervisores e RS 2.100 para agentes municipais.

A escolha

Poços de Caldas foi escolhido para ser o único do Brasil a abrigar o Censo Experimental, a partir de critérios como IDH, porte e localização. Essa etapa será um ensaio geral para avaliar e aperfeiçoar os procedimentos previstos para o Censo Demográfico 2020, que está passando por reformulação. A cidade tem mais de 166 mil habitantes.