A última coligação a registrar pedido de candidatura, nesta quarta-feira (15), foi a Aliança Do Lado do Povo, composta por PT, PR, DC, PCdoB e PSB.  Para o governo do Estado, Fernando Pimentel disputará a reeleição. A vice será Jô Morais (PCdoB) e a primeira vaga para o Senado será da ex-presidente Dilma Roussef (PT).  O impasse é a segunda vaga, que foi registrada em nome tesoureiro do PT estadual, Jorge Luna, mas está “reservada” para o ex-prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB).

Segundo o presidente estadual do PSB, René Vilela, Lacerda está em um processo de judicialização que o coloca em situação precária. “Ele já teve uma derrota no TER-MG e outra na preliminar do TSE. Do ponto de vista político, os partidos que declararam apoio a ele já estão com planos B e estão, inclusive, conversando com a nossa coligação”, afirmou.

O dirigente disse, ainda, que Lacerda teria demonstrado interesse em se candidatar ao Senado, durante uma reunião na sede nacional do Partido, realizada no último domingo (12). 

Em nota, o ex-prefeito declarou que “nesta quarta-feira, 15 de agosto, a coligação Minas Tem Jeito registrou a minha candidatura ao governo de Minas. Após cumprir todos os procedimentos legais para tal ato, neste momento, confio na Justiça e em sua celeridade para que possamos confirmar definitivamente a aprovação do registro”.