Termina no dia 18 de maio o prazo para os mineiros ajudarem na elaboração de normas para o saneamento básico no Estado. A consulta pública é para o projeto de lei que visa à criação de unidades regionais de saneamento sob três eixos: água, esgoto e resíduos sólidos urbanos.

A proposta engloba todos os 853 municípios mineiros e, somente com a universalização de água e esgoto no Estado, deverão ser investidos cerca de R$19 bilhões em Minas Gerais, segundo cálculos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), em conjunto com a Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário (Arsae/MG) e o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

A secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, Marília Carvalho de Melo, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre o Marco Regulatório do Saneamento, nesta terça-feira (11), às 17h30. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje em Dia.