As eleições municipais em Minas transcorreram com absoluto sucesso, segundo considerou o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), desembargador Alexandre Victor de Carvalho, durante coletiva realizada na noite deste domingo (15).

“Foram pouquíssimos incidentes. Num Estado com 853 municípios, quase 16 milhões de eleitores, 44 mil seções eleitorais, nós realizamos uma eleição com absoluto sucesso”, afirmou.

Carvalho disse que foram 510 urnas eletrônicas substituídas, ou seja, 1,15% das máquinas utilizadas. Em Belo Horizonte, foram 99 substituições – 2,16% do total. Em nenhum município foi preciso recorrer à urna de lona, para votos dos papel.

Ele relatou ainda que foram contabilizadas 440 ocorrências policiais. Ao todo, 58 candidatos foram presos ou conduzidos à delegacia. Os crimes de maior incidência foram boca de urna (mais da metade das ocorrências) e transporte ilegal de eleitores.

“Ao ver 440 ocorrências em um universo de 16 milhões de eleitores, temos dados bem insignificantes ao nosso modo de pensar. Em comparação aos outros anos e unidades da federação, os números são bem modestos”, afirmou o desembargador, acrescentando que não teve notícia de problemas com eleitores sem máscara.

Leia mais:
Com sistema lento, não é possível prever horário de resultado, diz presidente do TRE