A condição de ex-governador de Minas possibilitou a Eduardo Azeredo (PSDB) benefícios no cumprimento da pena de 20 anos e 1 mês de prisão, confirmada nessa terça-feira (22), pela 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que negou o último recurso apresentado pela defesa do tucano em segunda instância. 

Segundo Aloísio Fagundes, Superintendente de Investigação e Polícia Judiciária, que comandou os trâmites legais após Azeredo ter se entregado no início da tarde desta quarta-feira (23), em uma delegacia no bairro Santo Antônio, zona Sul de BH, o tucano goza de algumas prerrogativas por ter exercido o cargo de chefe do executivo no Estado. 

“Ele (Azeredo) vai ser encaminhado para o batalhão do Corpo de Bombeiros, na avenida Afonso Pena, onde vai ser recolhido em uma sala de Estado Maior. Na condição de ex-governador de Minas Gerais, é uma prerrogativa que ele possui, por ser um ex-comandante das forças militares de Minas”, explica. 

Apesar de evitar dar detalhes sobre as instalações na sala de Estado Maior, Fagundes afirma que a mesma não apresenta muitas diferenças para uma cela comum, e que Azeredo terá os mesmos direitos dos demais presos.  

Além do espaço físico diferenciado, o que chama a atenção é o fato de que um agente do sistema prisional acompanhará o ex-governador durante todo o período em que ele estiver instalado no batalhão. 

O superintendente afirmou que não tem detalhes de como esse acompanhamento funcionará na prática, mas garante que o benefício vem sendo costurado entre os órgãos competentes. 

“É uma articulação que será efetivada entre o Sistema Prisional e o Corpo de Bombeiros para possibilitar o cumprimento dessa pena dentro dos parâmetros legais”, revela Fagundes. 

Confira outros detalhes sobre a prisão de Eduardo Azeredo:

O que motivou a demora da prisão 
A principal dificuldade é formalizar uma prisão no período noturno pelos impeditivos legais. Não haviam formas de se cumprir, em uma residência, o mandado de prisão no período noturno. Então, foi um procedimento normal, tranquilo, sem nenhum tipo de alteração.

Porque foi considerado foragido
Tecnicamente e juridicamente falando, após a expedição de um mandado de prisão, a pessoa que não se apresentou de imediato se encontra nesse status de foragido. 

Onde Azeredo estava antes de se entregar
Faz parte do acordo não revelar a informação de onde ele estava.  

Estado físico e emocional de Azeredo no momento da prisão
Trocamos poucas informações (superintendente e Azeredo), foi apenas para formalização da prisão, sem informações de cunho pessoal. Ele apresentou tranquilidade, não esboçou qualquer tipo de contradição ou reação. 

Por quanto tempo Azeredo permanecerá no batalhão
Não há previsão de quanto tempo vai permanecer no batalhão de Corpo de Bombeiros. É uma decisão da Justiça, de acordo com o cumprimento da pena. A expectativa é de que se cumpra a pena em uma unidade que tenha cela de Estado Maior, mas é uma decisão do juiz da vara de execuções criminais, que determina o local onde vai ser cumprida a pena.
 

Assista aos vídeos:

Leia mais:
Ministro do STJ nega pedido de medida liminar para evitar prisão de Azeredo
Eduardo Azeredo se entrega em delegacia no bairro Santo Antônio para cumprir pena
'Não passamos a mão na cabeça de ninguém', diz Alckmin sobre Azeredo