O site do Programa Transforma Minas, novo modelo de recrutamento e seleção para cargos de chefia no Estado, recebeu somente nesta terça-feira (12), mais de 80 mil acessos, superando as expectativas do governo. “A gente se preparou para receber um volume alto, mas foi uma surpresa positiva e isso é o reconhecimento da seriedade do programa e do governo”, ressaltou o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Otto Levy.

O Transforma Minas é uma continuidade do processo que começou com a escolha dos secretários e é inspirado em modelos e práticas bem-sucedidas de gestão de pessoas no setor público, adotadas em países como Austrália, Chile e Reino Unido.

Segundo o secretário, a partir de agora esse vai ser o processo de seleção de gestores em Minas, que deve se tornar um legado do governo de Zema para os novos chefes do Executivo estadual. Otto Levy ressalta que a escolha será feita por critérios técnicos e não por indicação política.

“Na escala que está sendo feita aqui em Minas, o programa é inédito. Algumas prefeituras e estados já fazem para um ou outro cargo, mas não nessa dimensão. A partir de agora, esse vai ser o processo de seleção de gestores. Nós gostaríamos que não fosse apenas um programa desse governo, mas um legado da gestão de Romeu Zema”, salientou.

Além de garantir transparência, Otto Levy disse que o programa espera atrair bons profissionais, pessoas com excelência para os cargos. “A gente quer bons líderes, pessoas que atinjam resultados”, disse.

Exigências

Sobre o o excesso de exigências para ocupar os cargos, o secretário explicou que elas estão de acordo com as atribuições que a vaga exige. Segundo ele, o Governo espera trazer competitividade e, também, valorizar a qualidade das carreiras.

“Além de profissionais, nós esperamos atrair pessoas com vocação para a vida pública e que contribuam para melhorar os serviços do Estado. Além da questão salarial, é também um desafio para esse profissional fazer algo importante para Minas e para o Brasil e, consequentemente, é também uma maneira de enriquecer o currículo de qualquer pessoa”, afirmou

Otto Levy explica que neste ano serão feitas 300 contratações na administração direta e outras 200 na indireta e, a partir daí, ocorrerá uma avaliação para o próximo ano. Segundo ele, qualquer pessoa que preencha os pré-requisitos e as competências exigidas em cada função pode participar do processo de seleção.

Recrutamento

Uma empresa de recrutamento foi contratada para selecionar o candidato ideal para cada vaga. Para isso, foi feito um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) entre o governo de Minas e a Fundação Lemann, por meio da Aliança, que reúne organizações do terceiro setor, formada pela Fundação Brava, Instituto Humanize e Instituto República. A parceria não envolve transferência de recursos financeiros.

O interessado em concorrer ao processo seletivo pode cadastrar o currículo na página do Transforma Minas. Em seguida, será feita a seleção e a análise do perfil. O candidato passará então por entrevistas sobre competências, outra com um especialista e, por fim, com o gestor que vai fazer a escolha.

Para saber detalhes dos cargos, exigências, atribuições e salários, basta clicar no botão (+) do lado do cargo. Para acessar as vagas é só entrar na aba “Seleções Abertas” da página eletrônica. Importante salientar que, iniciado o processo de inscrição, o candidato deverá dar o aceite ao Termo de Responsabilidade, disponível na plataforma, que dispõe sobre as regras do processo.

Leia mais:

Portal Transforma Minas recebe mais de 80 mil acessos em seu primeiro dia de funcionamento
Governo de Minas abre vaga para diretor da Prodemge com salário de R$ 22 mil