O Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG) reprovou 19% dos peixes vendidos no comércio de Belo Horizonte e Contagem, na Região Metropolitana da capital, durante a Operação Especial de Páscoa, realizada às vésperas da Semana Santa, entre os dias 28 de março e 9 de abril. 

De acordo com a gerente de Metrologia Para Produtos Pré-Medidos do Ipem-MG, Ângela Araújo, o motivo da reprovação é referente ao peso do produto. A marcação não deve considerar o peso da embalagem nem a camada de gelo. "O consumidor tem que pagar pelo peixe e não pela água ou pelo gelo na embalagem", esclarece Ângela.

O Ipem alerta que todos os produtos embalados sem a presença do consumidor, chamados de pré-medidos, devem ter o peso e volume informados. Para realizar a conferência do item, o consumidor pode utilizar as balanças disponibilizadas pelos supermercados, geralmente localizadas na área de hortifrúti.  

Além dos peixes, também foram fiscalizados ovos, chocolates e colombas. Os técnicos do Instituto analisaram a exatidão dos pesos e volume desses itens. A reprovação quando se refere ao conjunto desses itens chega a 5,49%. Já considerando apenas os ovos, a reprovação é de 1%. A dica do Ipem é que o consumidor se oriente pela indicação do peso líquido do chocolate, que deve constar obrigatoriamente na embalagem, e não nas numerações indicadas pelas marcas, que podem adotar escalas diferentes.

Os técnicos também analisaram se os brinquedos vendidos junto com os ovos de Páscoa possuíam o selo do Inmetro. Esta informação garante que o item passou por vários testes em laboratório e não traz riscos à segurança e à saúde da criança, caso utilizado conforme as recomendações do fabricante.

A gerente do Ipem ainda destaca que todos as empresa que tiveram o produto reprovado foram notificadas e terão 10 dias a partir do comunicado para a defesa. As penalidades pela irregularidade vão desde advertência a multas que podem chegar a R$1,5 milhão. 

Caso o consumidor encontre ou suspeite de alguma irregularidade nesses produtos pode relatar o ocorrido na Ouvidoria do Ipem-MG, por meio do fale conosco, no telefone 08000 335 335 ou pelo endereço eletrônico ouvidoria@ipem.mg.gov.br.

Leia mais:
Operação Semana Santa da PRF começa com 22 radares móveis e 150 bafômetros
Está para peixe: restaurantes especializados já comemoram alta nas vendas na Semana Santa
Você sabe identificar o verdadeiro bacalhau? Pesquisador explica as diferenças