Subiu para 17 o número de mortos em função das fortes chuvas que atingem o sul dos Estados Unidos. Os estragos continuam neste sábado, após um tornado tocar terra no centro-norte do Alabama no dia de Natal.

O tempo ruim, que começou na quarta-feira, levou chuvas torrenciais e causou tempestades violentas, que deixaram pelo menos 17 mortos em três Estados e dezenas de famílias sem-teto às vésperas do novo ano.

O tornado chegou ao Alabama na sexta-feira e, segundo a polícia, derrubou árvores e danificou casas na cidade de Birmingham. Várias pessoas foram hospitalizadas com ferimentos, mas não estava claro se alguém nesse caso corria risco de vida.

Dezenas de pessoas na região atingida perderam as casas e outros pertences. Entre os mortos há dez pessoas do Mississippi, entre eles um garoto de sete anos. Seis pessoas foram mortas no Tennessee, entre elas três em um carro que submergiu em um riacho, e uma pessoa morreu no Arkansas.

Equipes de resgate avaliam os estragos em residências e empresas e buscam pessoas ainda desaparecidas. A tarefa é complicada pelo fato de que muitas pessoas haviam deixado a área, por causa dos feriados. O governador do Alabama, Robert Bentley, informou neste sábado que vai visitar as áreas mais atingidas do Condado Coffee. Segundo a administração estadual, cerca de 190 estradas estão interditadas.

Grandes enchentes são previstas para o riacho Big Nance, que corta a cidade de Courtland, e também para o rio Coosa, que pode inundar a cidade de Gasdsden, ambas no Alabama. Já a fronteira entre o Texas e Oklahoma deve receber uma "nevasca histórica", segundo o Serviço Nacional de Meteorologia. Fonte: Associated Press.