O ministro da Educação, Rossieli Soares, falou, na noite desta quinta-feira (22), que é contra "qualquer tipo de ideologização de esquerda ou de direita" e se colocou à disposição do novo chefe da pasta, escolhido na noite desta quinta, o filósofo Ricardo Vélez Rodríguez. Rossieli esteve no Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), em Ribeirão das Neves, na Grande BH, para a formatura de jovens graduados no curso de Eletricista de Sistemas de Energias Renováveis.

"Desejo todo o sucesso para o novo ministro, que terá todo o meu suporte para trabalhar na transição", disse, apesar de ainda não ter sido procurado pelo novo representante. 

Questionado sobre uma das pautas mais comentadas na área, da Escola Sem Partido, Rossieli foi enfático: "Temos que cuidar é da aprendizagem. Não dá para ter 1/3 das crianças brasileiras com nove anos de idade sem saber escrever uma palavra simples".

Formação 

O ministro participou da formatura da primeira turma de Eletrecista de Sistemas de Energias Renováveis do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), no campus de Ribeirão das Neves. A formação, que aborda conhecimentos em tecnologias fotovoltaicas e sistemas solares renováveis também faz parte do Programa Aliança Estratégica. "O Brasil tem potencial gigantesco e ainda estamos engantinhando muito nesse tema", disse o ministro.

A deputada federal Raquel Muniz também esteve na cerimônia e chamou a atenção para a formação dos alunos. "Em Minas, pode-se dizer que temos institutos de excelência. Mostramos que soubemos aproveitar todo o recurso, principalmente nesse instituto, de Ribeirão das Neves", afirmou.

O projeto, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), pretende fomentar ações de pesquisa e na extensão em territórios mais vulneráveis. Em Minas, mais de 137 mil alunos estudam nas instituições federais. São ofertados, no Estado, 1.388 cursos tecnólogos.