O selo Square Enix fez sua fama debruçada sobre a franquia “Final Fantasy”, que no ano que vem completa 30 anos com uma lista de 15 episódios. A série que criou um universo híbrido entre a fantasia medieval e uma distopia steampunk se tornou referência em RPG e a empresa aprendeu, como poucas, a fazer caixa requentando marmita, enquanto as novas produções não são concluídas, no caso “Final Fantasy XV”. É como aquelas cestinhas de pães servidas nos restaurantes para tapear a fome durante o preparo do prato principal.

E depois de lançar os principais games da série em formato mobile para iOS, assim como criar edições para PS3 e PS4 do clássico “Final Fantasy VII” (que inclusive ganhará um remake feito do zero para o console da Sony), o mais novo relançamento é “Final Fantasy XII: The Zodiac Age”, que acaba de ser anunciado.

O game, que foi publicado originalmente para PS2 em 2006, ganhará uma reedição para PS4. Mas não se trata de uma produção nova sobre o tema antigo, e sim um “tapinha” no jogo original, que passará por novo tratamento visual para rodar em alta definição, assim como melhorias de áudios e novos conteúdos extras. 

O primeiro trailer divulgado, mostra que o game passou por um “polimento”, que o deixou mais vistoso. No entanto, não se dever esperar melhorias na jogabilidade, principalmente nas sequências de combate, que mantiveram os turnos de golpes.

Vox populi, vox dei

Segundo a Square Enix, a decisão de publicar novamente o game se deu pelo clamor popular. Os fãs saudosos gostariam de jogar novamente o título, mas com gráficos melhorados. 

No entanto, a cestinha de pães chegará depois que o prato principal for servido. Com previsão de lançamento para 2017, “Final Fantasy XII: The Zodiac Age” será publicado bem depois do inédito “Final Fantasy XV”, que sai em 

Prática comum

Mas a estratégia de relançar games antigos não é uma primazia da Square Enix. Outra produtora japonesa, a Capcom, é especialista em reembalar suas franquias como “Resident Evil” e “Street Fighter”. A empresa é tão competente nesse quesito que já colocou no mercado reedições em HD de títulos como “Resident Evil” (original), “Resident Evil Zero” “Resident Evil 6” e se prepara para reeditar os episódios 5 e 4 para a atual geração de consoles (PS4 e Xbox One). 

Quem também entrou na onda foi a Activision. A gigante dos games anunciou para novembro a reedição de “Call of Duty 4: Modern Warfare”, de 2007, para PS4 e Xbox One.