A Chevrolet atualizou seu modelo elétrico, o Bolt EV, e aproveitou para apresentar uma nova variante para a família movida a baterias. O Bolt EUV faz parte da estratégia da General Motors, que quer lançar 30 modelos elétricos até 2025.

A eletrificação deixou de ser uma promessa e já é uma realidade em muitos mercados. A GM já vendeu mais de 100 mil unidades do Bolt, o que é um número considerável diante de uma tecnologia nova e que compete com um modelo consolidado há mais de um século.

“Queremos colocar todos em um EV e o novo Bolt EUV e o Bolt EV redesenhado são cruciais para isso. Juntos, eles permitem que os principais clientes façam parte de nossa visão de zero acidentes, zero emissões e zero congestionamento”, afirma o presidente da GM, Mark Reuss.

O Bolt EUV tem um jeitão de Tracker, mas com estilo futurista, que ainda impera nos elétricos. Afinal, o visual diferentão faz parte da estratégia de tornar esse tipo de carro visível.

“Os novos Bolt EUV e Bolt EV são baseados em nossos temas de design de SUVs ousados e atléticos do Chevrolet, mas são executados de uma forma exclusivamente elétrica”, disse Phil Zak, diretor executivo de design da montadora. 
Visualmente, o modelo se parece com o Bolt EV atualizado. Mas tem formas mais musculosas, com o capô mais plano e vincos nos para-lamas que acentuam o estilo SUV.

Sob a carcaça, modelo utiliza o mesmo conjunto elétrico, com baterias de íon de lítio de 64 kWh, que permitem rodar até 416 quilômetros, assim como motor de 200 cv e 36 mkgf de torque

Sob a carcaça, ele utiliza o mesmo conjunto elétrico, com baterias de íon de lítio de 64 kWh, que permitem rodar até 416 quilômetros, assim como motor de 200 cv e 36 mkgf de torque.

Por dentro ele conta com assistente OnStar, multimídia com conexão sem fio para iOS e Android, internet embarcada 4G e roteador Wi-Fi. O carrinho ainda conta com a função One Pedal Driving, em que basta acelerar e para frear é só soltar o pedal.

No Brasil, a GM já vende o Bolt EV desde 2019. Hoje o elétrico não sai por menos de R$ 260 mil. Será que o jipinho também pintará por aqui?