Autoridades tailandesas disseram neste sábado (29) que encontraram explosivos ilegais e vários passaportes no apartamento de um estrangeiro que foi preso por ter conexões com um bombardeio que matou dezenas de pessoas no país. O nome do estrangeiro não foi revelado.

O porta-voz da polícia local, Prawuth Thavornsiri, afirmou, em um comunicado televisionado, que a polícia também encontrou materiais para o preparo de bombas, tais como detonadores e um tubo de metal com tampas, que aparentemente destina-se a ser usado como uma bomba.

Segundo ele, tudo isso foi encontrado no apartamento do estrangeiro em Bangkok. O apartamento foi invadido no sábado pela polícia e os militares vasculharam a área durante toda a manhã. Além disso, vários passaportes foram encontrados, sem que a polícia detalhasse de quais países eram.

Prawuth disse que o suspeito, de 28 anos, está provavelmente relacionado ao bombardeio do último dia 17 de agosto, no Santuário de Erawan, no centro de Bangkok, que deixou 20 mortos, incluindo vários estrangeiros, e mais de 120 pessoas feridas. Um dia depois, outra bomba explodiu na área de Sathorn, também em Bangkok, mas não causou quaisquer ferimentos. Fonte: Associated Press.