Termina no próximo dia 1º de outubro (quinta-feira) o prazo para que alguns grupos de eleitores solicitem transferência temporária de seção de votação para as Eleições 2020: pessoas com deficiência ou dificuldades de locomoção que queiram votar em seção com acessibilidade; juízes, servidores e membros do Ministério Público a serviço da Justiça Eleitoral; presos provisórios e adolescentes que cumprem medida socioeducativa; militares, policiais, bombeiros, agentes de trânsito e guardas municipais que estiverem trabalhando no dia da eleição. Os mesários convocados para atuar em seção diferente daquela em que votam também podem fazer a solicitação, e o prazo para eles é até 09 de outubro.

Em todos os casos, a habilitação à transferência temporária somente aceita com o eleitor em situação regular (mesmo que não esteja quite com a Justiça Eleitoral). Se o pedido for deferido, o eleitor deverá votar no novo local nos turnos que indicar (primeiro, segundo ou ambos). Essa transferência é válida apenas para as eleições municipais de novembro. Depois delas,  o local de votação do eleitor volta a ser o que consta em seu cadastro.

Os mesários, eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida devem fazer a solicitação por meio de formulário eletrônico disponível no site do TRE, ao qual devem ser acrescidos imagem frente e verso do documento oficial de identificação e fotografia do eleitor em estilo selfie. Para os militares, policiais federais, policiais rodoviários federais, bombeiros, policiais ferroviários federais, agentes de trânsito e guardas municipais que estiverem de serviço no dia da eleição há um formulário específico para registrar a solicitação. Cada profissional deve fazer a sua solicitação. Os comandos de cada unidade devem encaminhar ao cartório eleitoral do município em que estão sediados listagem dos eleitores que estarão de serviço no (s) dia (s) de votação.