A tração traseira é um conceito em risco de extinção. O modelo mais antigo da indústria do automóvel tem dado lugar aos sistemas de tração integral (que distribuem a força para as quatro rodas) ou dianteiros, em que motor, caixa e eixo de transmissão ficam alojados sob o capô. As razões são de ordem prática – afinal, quando o conjunto se concentra no eixo dianteiro, reduz o peso final do automóvel (com a eliminação do eixo cardã), o que também aumenta o espaço interno.

No entanto, quando o assunto é diversão, nada é capaz de superar a boa e velha tração traseira. E para justificar tal tese, o BMW 330i M Sport está aqui para não nos deixar mentir.

 

Testamos a versão mais nervosa do sedã alemão (oferecida no Brasil até o momento), que é capaz de incluir todas as comodidades e quitutes de um carro de luxo, mas sem deixar de lado a índole esportiva que a marca carrega desde o lendário 328, da década de 1930.

O 330i M Sport combina motor dianteiro longitudinal, com uma transmissão que invade a cabine e se conecta ao diferencial traseiro por um robusto cardã, que suporta os 40 mkgf de torque da unidade 2.0 TwinTurbo, que também debita 258 cv. E o mais legal é que toda essa força pode ser liberada sem restrição eletrônica. Basta ativar o modo de condução Sport Plus, para que o computador desse alemão “lave suas mãos”.

Tecnologia
Muito mais que um sedã com habilidades de um carro esporte, o 330i também é um automóvel repleto de tecnologia. Assistentes de condução, monitoramento de obstáculos e câmera em 360°, frenagem emergencial, controle de cruzeiro adaptativo estão lá para impedir colisões e pequenos esbarrões. 

Mas a cereja do bolo é o assistente pessoal. Basta dizer “Olá, BMW” para que uma simpática voz feminina se apresente para ajudar, como o SIRI do iPhone. O sistema é capaz de ajustar o nível da refrigeração do habitáculo, exibir diferentes telas da central multimídia, trocar de estação de rádio, procurar músicas na unidade de armazenamento do carro e outras funções triviais. 

Pode parecer besteira, mas é o primeiro passo para habituar o consumidor a delegar comandos ao carro e ao mesmo tempo é o primeiro ensaio para que o carro amanhã consiga compreender e realizar tarefas mais complexas. É ou não é, BMW?


Raio-x BMW 330i M Sport 2.0

O que é?
Sedã médio de cinco lugares.

Onde é feito?
Produzido na Alemanha.

Quanto custa?
R$ 269.950

Com quem concorre?
O 330i M Sport concorre numa seara onde figuram Audi A4 Prestige 2.0, Mercedes-Benz C 300 Sport 2.0, Jaguar XE 2.0 e Volvo S60 R-Design Plug-In 2.0.

No dia a dia
O BMW 330i M Sport é um carro para quem gosta de uma condução mais esportiva. Seus bancos em posição baixa envolvem o motorista e sua suspensão firme é a certeza de que você está a bordo de um modelo da marca bávara.

Pode ser desconfortável para motoristas de baixa estatura, ainda mais que o enorme capô parece que vai raspar em tudo que estiver pelo caminho. Mas não se preocupe, esse carro tem sensores dianteiros e traseiros, assim como assistentes para evitar acidentes que ajudam a compensar qualquer dificuldade visual.

O sedã leva com muito espaço quatro adultos. Devido ao elevado túnel central, apenas uma criança viaja com relativo conforto no assento do meio. O porta-malas leva pouco mais de 360litros. Poderia ser bem mais generoso se não fosse o estepe. Mas quem paga quase R$ 300 mil por esse carro certamente tem outra opção na garagem para ir ao supermercado ou fazer uma viagem que exige muita bagagem.

Conteúdos
O pacote de conteúdos desse sedã é muito farto. Ele oferece tudo que se pode esperar de um carro de seu porte: bancos elétricos, áudio Harman Kardon, partida sem chave, ar digital de três zonas, monitor de obstáculos, câmera 360°, projeção de informações na tela, multimídia (com internet, Apple CarPlay, GPS com informações em tempo real, gráficos de performance), direção semiautônoma e rodas aro 19.

Motor e transmissão
O motor 2.0 turbo entrega 258 cv e 40 mkgf de torque. Força totalmente disponível entre 1.550 e 4 mil rpm, o que garante agilidade em qualquer condição. Sua transmissão é automática de oito marchas, com trocas extremamente rápidas.

Como bebe?
Por ser importado da Alemanha, ele só consome gasolina. Sua média, no combinado entre urbano e rodoviário, foi de 8,9 km/l.

Suspensão e freios
Poucos fabricantes são tão perfeccionistas no quesito suspensão como a BMW. Trata-se de um carro duro, que soca muito, mas que por outro lado parece estar grudado ao piso. Ele é capaz de encarar com voracidade curvas acentuadas sem titubear e só “solta a traseira” se o motorista provocar o carro. O sedã oferece conjunto independente nas quatro rodas, com McPherson (frente) e multibraços na traseira.

Seu sistema de freios utiliza discos ventilados nas rodas dianteiras e discos sólidos na traseira. Ele ainda conta com controles de tração e estabilidade, assim como assistente de partida em rampa (Hill Holder) e Auto Hold.

Palavra final
O 330i M Sport é um sedã da velha guarda, mas com muita tecnologia. Ele é a opção mais potente para quem faz questão de um BMW com tração traseira. Na Europa, o M 340i acaba de ser revelado e conta com tração integral, da mesma maneira que será o próximo M3, que será apresentado em 2020. Para mim é perfeito!