Teste: Hyundai Creta Ultimate é feio, mas tem conteúdo

Marcelo Jabulas
@mjabulas
04/12/2021 às 09:31.
Atualizado em 08/12/2021 às 01:12
 (Marcelo Jabulas)

(Marcelo Jabulas)

Tentar defender ou justificar o estilo do Hyundai Creta é salgar carne podre. O carro está longe de ser um primor em estética. Mas fato é que todo carro precisa ser bom por dentro. Claro que a beleza ajuda a vender (e muito), mas o que importa mesmo é o que ele entrega.

A nova geração do Creta chegou em setembro, seguindo a orientação de estilo que já tinha sido aplicada nos mercados russo e indiano. O conjunto ótico de formas irregulares combinado o atual formato da grade do radiador certamente não formam opinião unânime. Muito pelo contrário, o estilo do jipinho é pauta de discussões calorosas em rodas de conversas, comentários de publicações e grupos de automóveis.

Mas fato é que, mesmo feio, o SUV tem vendido bem. Em novembro foram 6.099 emplacamentos, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Volume que fez do SUV o sexto modelo mais vendido no período. 

No acumulado do ano, o sul-coreano acumula 58.721 licenciamentos. Mas é preciso considerar também que a Hyundai manteve a carroceria antiga, que oferecida em versão única Action, por R$ 103 mil.

O teste

Conferimos a versão topo, Ultimate, avaliada em R$ 162.090 (em menos de dois meses, o SUV foi reajustado em R$ 15 mil). E mesmo sendo muito caro e feio, a versão surpreende pela oferta de conteúdos, segurança e conforto. O senão fica por conta do motor 2.0 aspirado de 166 cv, que demora a acordar e, se o motorista não controlar o pé, se torna um beberrão descontrolado.

Raio-x Hyundai Creta Ultimate 2.0

O que é?
Utilitário-esportivo (SUV) compacto, quatro portas e cinco lugares.
  
Onde é fabricado?
Na unidade de Piracicaba (SP).
  
Quanto custa?
R$ 162.090
  
Com quem concorre?
O Creta Ultimate briga no topo do segmento de compactos e também flerta com os médios de acesso, que orbitam na faixa entre R$ 150 mil e R$ 170 mil. Assim, ele disputa mercado com Chery Tiggo 5x e Tiggo 7, Chevrolet Tracker, Citroën C4 Cactus, Honda HR-V, Jeep Renegade e Compass (de entrada), Nissan Kicks, Peugeot 2008, Volkswagen T-Cross e Taos (de entrada), assim como a versão de acesso do Toyota Corolla Cross. 
  
No dia a dia
O Creta Ultimate oferece um pacote de conteúdos farto, que faz dele um carro muito agradável no uso cotidiano. Citadino por função, esse SUV tem rodar silencioso devido a boa montagem e isolamento acústico. Até mesmo o ar-condicionado é capaz de refrigerar sem ruído algum. 

O acabamento segue o padrão da categoria, com plástico duro por todo interior. Os bancos são forrados em couro perfurado, com direito a ventilação no assento do motorista, que também tem ajuste elétrico. 

O pacote de conteúdos adiciona com quadro de instrumentos digital de sete polegadas (com projeção de câmera lateral), ar-condicionado eletrônico, seletor de direção, partida sem chave, freio de estacionamento automático, multimídia BlueNAV de 12,5 polegadas (com Android Auto e Apple CarPlay, e as câmera 360 graus), teto solar panorâmico, além conexão remota. Completa o pacote, os assistentes de condução como controle de cruzeiro adaptativo (ACC), monitor de permanência em faixa, frenagem automática emergencial. 

Seus 4,30 m e 2,60 m de entre-eixos fazem dele um SUV prático. Na cidade, ele consegue se desvencilhar nos congestionamentos com mais facilidade que um sedã ou SUV médio. Por dentro, o espaço interno garante bom espaço para quatro adultos. Os 422 litros do porta-malas permitem bom volume de bagagem, o que faz desse utilitário uma opção funcional para quem busca um carro familiar. 
    
Motor e Transmissão
O motor 2.0 de 166 cv e 20,5 mkgf de torque é um velho conhecido do consumidor e já equipou dinossauros como Tucson e ix35. Esse motor demora a entregar seu torque e potência, exigindo pé embaixo na hora de uma ultrapassagem. Quando se atinge o pico de potência, ele berra como um porco no abatedouro. Por outro lado, a transmissão automática de seis marchas ajuda a compensar as deficiências desse coração veterano. O SUV conta com seletor de condução que oferece quatro modos, que otimizam a eficiência.
  
Como bebe?
A média de consumo no combinado entre trajeto urbano e rodoviário (modo Eco), com álcool, foi de 8,9 km/l. Com tecla Sport e “sangue nos olhos”, a media despenca para 5,5 km/l.
    
Suspensão e freios
A suspensão do Creta utiliza conjunto independente (McPherson) na dianteira e eixo rígido na traseira. Os freios usam disco nas quatro rodas. Ele ainda vem equipado com controle de estabilidade (ESP, assistente de partida em rampa (Hill Holder) e função Auto Hold.
    
Palavra final
O Creta Ultimate é um carro legal, muito confortável, seguro e equipado, apesar de seu visual jogar contra. O preço de R$ 162 mil é uma obscenidade que atinge toda a indústria e o motor 2.0, apesar de ser eficiente quando se pisa leve, não merecia estar num carro topo de linha. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por