O primeiro-ministro do Iraque, Haider Al-Abadi, decretou nesta quinta (5) o fim do toque de recolher que vigorava desde 2004 na capital do país. Além disso, ele permitiu a reabertura de ruas da capital e declarou certos bairros de Bagdá zona livres de armas.

Al-Abadi não deu explicações para a decisão. No entanto, ela mostra a intenção do governo de reestabelecer a sensação de normalidade na capital, cuja vida noturna era bastante vibrante antes da invasão norte-americana, em 2003.

Bagdá ainda assiste ataques quase diários feitos por extremistas, incluindo homens e carros bomba. O país também atravessa a pior crise desde que as tropas dos Estados Unidos retiraram suas tropas do país, em 2011, com o surgimento do Estado Islâmico, que hoje controla boa parcela do território iraquiano.

Fonte: Associated Press.