Sob o castigo do desemprego, com a corda no pescoço e o orçamento no vermelho, grande parte dos brasileiros que correram às agências da Caixa para sacar o dinheiro nas contas inativas do FGTS no primeiro dia para resgate declarou que vai usar os recursos para quitar dívidas e pagar contas atrasadas.

Em Belo Horizonte, as agências abriram com duas horas de antecedência e ficaram lotadas durante toda a sexta-feira. Houve filas e o movimento foi intenso. Na maior delas, na rua Tupinambás, no Centro, centenas de trabalhadores que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro abasteceram o bolso nos caixas de autoatendimento antes mesmo de o ponteiro do relógio marcar 8 horas.

Um dos primeiros a chegar, por volta das 7h30, o encarregado de armação Délcio Francisco Santos saiu rindo à toa. “Esperava resgatar uns R$ 2.300. Mas me surpreendi. Tenho direito a R$ 4.154. Vou pagar dívidas e, com o troco, abastecer a geladeira. Neste fim de semana, não vão faltar cerveja gelada e refrigerante”, comemorou.

Para Sandra Rodrigues da Cunha, desempregada há alguns meses, o valor resgatado não é lá essas coisas. Ainda assim, trará certo alívio. “São só R$ 235, infelizmente. Mas mesmo assim estava contando os dias para hoje chegar. Vou quitar uma prestação”, disse ela.

Com restrição de crédito na praça, a auxiliar de serviços gerais Noêmia Gonçalves Costa chegou bem cedo para sacar R$ 189. “Não é suficiente para limpar meu nome, mas vai ajudar no pagamento da luz e água”, contou.

POVOFALA

Noêmia Gonçalves Costa  -  >“O dinheiro não é suficiente para limpar meu nome, mas vai ajudar no pagamento da luz e água”

 

Famílias endividadas

Assim como Sandra e Noêmia, mais de 55% das famílias têm algum tipo de dívida e, pelo menos, 22% estão inadimplentes, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A balconista de padaria Carla Ramos Silva também faz parte desse time. “Esse recurso do FGTS veio em ótima hora. Vou pagar minhas contas do dia a dia”, afirmou.

Como “dinheiro na mão é vendaval”, há também trabalhadores que vão investir em bens de consumo. O atendente de restaurante Samuel Felipe foi cedinho com a esposa para resgatar R$ 800. Da agência, o casal seguiria direto para uma loja de eletroeletrônicos. E de lá, para casa, com uma TV de tela plana. “Acabou esse negócio de assistir televisão de tubo. Vai ser um presente para a família toda”, vibrou.

Já o sonho dos Souza é colocar um piso novo no banheiro e, se der, reformar a cozinha. “É muita alegria”, disse Damiana, ao lado do marido Claudiomiro, que ainda não sabia quanto iria sacar.

Dar adeus ao ônibus é o que mais deseja a segurança do trabalho Adriana dos Santos Trindade. “Com os R$ 3 mil, vou dar entrada em uma moto”, disse ela. Com o que sobrar, vai pagar a prestação da casa própria.

O eletricista Webert Pereira também vai dar aos R$ 784 o mesmo destino: o pagamento de uma parcela do imóvel. O restante vai para a poupança. “A gente tem que guardar um pouco porque não sabe o dia de manhã”, disse. Já a vendedora de equipamentos para mineração e siderurgia Magda Áurea vai guardar tudo para dar entrada em um apartamento. “Quero economizar”, afirmou.

Balanço parcial aponta saques de R$ 300 milhões em todo o país

Até as 11 horas, 300 mil trabalhadores já haviam sacado R$ 300 milhões das contas inativas do FGTS, segundo o balanço divulgado pela Caixa até o fechamento desta edição. Como um mesmo trabalhador pode ter mais de uma conta inativa, o banco calcula que foram feitos 700 mil pagamentos.

Ontem, funcionários da Caixa fizeram triagens dos trabalhadores nas agências, orientando aqueles que tinham a possibilidade de fazer a retirada do recurso nos terminais de autoatendimento.

De acordo com o banco, em Minas, 500 mil trabalhadores que nasceram em janeiro e fevereiro têm direito a receber o benefício nesta primeira rodada de saques. Neste sábado, 188 agências do banco estarão abertas para retirada do benefício das 9h às 15h. Também é possível fazer a retirada do dinheiro (para limites de até R$ 3 mil) nas lotéricas, que já abrem normalmente aos sábados.

O banco avalia que os saques na liberação atual cheguem a R$ 6 bilhões no país. No total, cerca de R$ 43 bilhões devem ser sacados nas cinco rodadas de retirada do fundo. Ainda segundo a Caixa, 10,97% do total de 30 milhões de trabalhadores que farão os saques são mineiros.

A próxima fase de retiradas, que contempla os trabalhadores nascidos em março, abril e maio, será aberta em 11 de abril. Quem nasceu em junho, julho e agosto poderá sacar a partir de 12 de maio; os aniversariantes de setembro, outubro e novembro podem retirar o dinheiro a partir de 16 de junho; e os de dezembro, a partir de 14 de julho.

povofala2

Délcio Francisco Santos -  “Tenho direito a R$ 4.154. Vou pagar dívidas e, com o troco, abastecer a geladeira. Neste fim de semana, não vai faltar cerveja gelada”

Segurança

A fim de garantir a segurança das pessoas que estão fazendo os saques, a Polícia Militar, em Belo Horizonte, reforçou o policiamento a pé e com viaturas nas proximidades das agências da Caixa e das lotéricas da cidade.

De acordo com a capitã Molise Zimmermann, nove unidades da PM na capital (sendo uma de trânsito) estão atuando com o máximo do efetivo, em moldes semelhantes às operações realizadas no período das compras de Natal – exceto pelo fato de que, no fim do ano, a capital conta com reforço de pessoal do interior.

Para prevenir incidentes, a capitã sugere que os clientes façam a transferência do recurso para a conta da Caixa, quando tiverem, assim que o sacarem. “Se não tiver uma conta, deposite na de um familiar ou amigo próximo, que possa transferi-lo para você”, diz. Caso essas duas opções não sejam possíveis, Molise aconselha sair do banco acompanhado e dividir o dinheiro com a outra pessoa, indo imediatamente à instituição onde tem conta para fazer o depósito.

Enquete

Numa enquete realizada pelo portal Hoje em Diaontem, 40% dos internautas disseram que com o resgate do FGTS vão pagar dívidas; 31% deles vão investir e, 29%, gastar.

 

Leia mais:

Agências da Caixa abrem neste sábado para saque do FGTS