O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região autorizou no início da noite desta quinta-feira (5) o juiz federal Sérgio Moro a determinar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

A medida foi tomada após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que negou nessa quarta (4) um habeas corpus protocolado pela defesa para mudar o entendimento firmado pela Corte em 2016, quando foi autorizada a prisão após o fim dos recursos naquela instância.

Lula foi condenado a 12 anos e um mês na ação penal do triplex do Guarujá (SP), na Operação "Lava Jato".

Leia mais:
Novos embargos de Lula devem ser julgados em 30 dias, diz presidente do TRF-4
'Lula é candidato, vamos registrá-lo em 15 de agosto', diz Lindbergh
PT convoca vigília a favor de Lula e pressiona Cármen Lúcia