Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) validou nesta sexta-feira (31) o pedido de registro de candidatura à Presidência da República pela Democracia Cristã (DC) de José Maria Eymael. O vice será Helvio Costa, do mesmo partido.

O candidato disputa pela quinta vez as eleições presidenciais o DC não fez alianças. Natural de Porto Alegre, Eymael, de 78 anos, cursou filosofia e direito na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio Grande do Sul.

É empresário há 46 anos nas áreas de marketing, comunicação e informática. Começou a trabalhar aos 12 anos de idade como auxiliar de tipografia. Mais tarde, foi um dos líderes da Juventude Operária Católica (JOC). Em 1962, ingressou no Partido Democrata Cristão (PDC) em Porto Alegre, passando a atuar na Juventude Democrata Cristã. Declarou patrimônio de R$ 6,1 milhões.

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 7 de outubro. De acordo com o TSE, mais de 27,6 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros.

Leia mais:
TSE inicia sessão para julgar registro da candidatura de Lula
Presidenciáveis arrecadaram R$ 95,5 milhões, mostra TSE
Bolsonaro diz ao TSE que ser réu não o impede de disputar eleição