A Serra Gaúcha é um dos lugares mais charmosos do país. Boa parte dessa fama se deve a cidades como Gramado, Canela e Nova Petrópolis - exemplos mais conhecidos da área de colonização alemã. O auge da visitação turística acontece na chamada “estação fria”, que vai de fins de abril até início de setembro.

Mas quem for a Gramado por agora, no início de abril, já tem boa chance de pegar um frio suficiente para fazê-lo se agasalhar bem, já que a cidade fica a grande altitude e o clima é bem típico de montanha.

Gramado parece uma cidade de brinquedo, tal o capricho com que é cuidada. As casas, com arquitetura predominantemente europeia, têm jardins floridos, chaminés e lareiras – que testemunham o frio da região.

A ocupação europeia na Serra Gaúcha começou no fim da primeira metade do século XIX, com a chegada dos primeiros colonos alemães à chamada Região das Hortênsias, no alto da serra. Nova Petrópolis, Igrejinha, Gramado e Canela foram as cidades que receberam mais imigrantes alemães.

Na sequência, ainda na segunda metade do século XIX e ao longo da primeira metade do século XX, foi a vez dos italianos “invadirem” a serra, ocupando principalmente o lado onde estão Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Garibaldi. É o chamado “lado italiano” da serra. Gramado e Canela também receberam muitos imigrantes italianos e, por isso, são as duas cidades com maior diversidade cultural, arquitetônica e gastronômica da região, fruto dessas duas grandes influências. E ainda houve também imigrantes austríacos, franceses e espanhóis.

Em Gramado, lojas e restaurantes são sempre bem decorados – e alguns destes estão entre os melhores do país, nas cozinhas alemã, austríaca, suíça, francesa ou italiana.

Gramado é a cidade mais visitada da Serra. Nos finais de semana e feriados prolongados, e especialmente na alta temporada de inverno, fica lotada.